[email protected] +55 62 3521-2625 | +55 62 3521-2626 | +55 62 3521-2624

logo

Programação

Programação

08/07 – Lançamento da segunda convocatória de trabalhos
25/08 – Recebimento de Trabalhos (Resumos expandidos)
 
02/09 – Divulgação dos Trabalhos Selecionados

Evento – 11 a 13 de setembro de 2019

 

8h00 – Credenciamento

 8h30 às 9h00 – Mesa de Abertura

·        Autoridades e organizadores do 5º Simpósio da Faculdade de Ciências Sociais – “Democracia e Direitos Humanos: crises e conquistas” e do X Seminário Internacional Pensar Direitos Humanos – “MACROPROCESSOS E MICRORRESISTÊNCIAS: Direitos humanos em tempos neoliberais e anti-humanista”.

9h00 às 11h00 – Conferência de Abertura
Local: Auditório da Biblioteca Central – Campus Samambaia
Democracia e direitos humanos em tempos neoliberais extremos
Conferencistas: 
Prof. Dr. Sólon Eduardo Annes Viola (PPCS – Universidade do Vale do Rio dos Sinos, Brasil), 
Profa. Dra. Luciana de Oliveira Dias (PPGIDH/NDH e PPGAS-UFG) 
e Prof. Dr. Ulisses Terto Neto (Universidade Estadual de Goiás/ PPGIDH-UFG, Brasil)

 

11h00 às 12h00 – Apresentação de Teatro
Local: Escola de Música e Artes Cênicas (EMAC/UFG).
Teatro: Lacena. Endereço: Av. Esperança, S/N – Campus Samambaia, Goiânia – GO, 74690-900.

 

12h00 às 14h00 – Almoço

 

14h00 às 16h00 – Grupos de Trabalho – Primeira Sessão de Comunicações
Local: Faculdade de Informação e Comunicação (FIC/UFG) Universidade Federal de Goiás, Av. Esperança, s /, Goiânia – GO.


SALA nº.  6 –  Faculdade de Informação e Comunicação (FIC/UFG)
GT 1Fundamentos teóricos dos direitos humanos
Coordenadores: Ana Paula de Castro Neves (mestranda do PPGIDH-UFG, Brasil) e Prof. Dr. Martin Eynard (Universidad Nacional de Córdoba e Universidad Católica de Córdoba, Argentina)

GT 3Alteridade, estigma e educação em direitos humanos – SALA nº. 7
Coordenadores: Ana Paula de Castro Neves (mestranda do PPGIDH-UFG, Brasil) e Prof. Dr. Martin Eynard (Universidad Nacional de Córdoba e Universidad Católica de Córdoba, Argentina)

GT 4 – Proteção de defensoras/es dos direitos humanos na América Latina – SALA nº. 7
Coordenadores: Profa. Dra. Alice Nah (University of York, Reino Unido) e Prof. Dr. Ulisses Terto Neto (Universidade Estadual de Goiás/ PPGIDH-UFG, Brasil)

 

SALA nº. 7 –  Faculdade de Informação e Comunicação (FIC/UFG)

GT 2Práticas e representações sociais de promoção e defesa dos direitos humanos- SALA nº.8
Coordenadoras: Rakell Dhamarys Moreira (mestranda do PPGIDH-UFG, Brasil) e Profa Dra. RebeckaUlfgard (Instituto Mora – México)
16h00 às 17h30 – Mesa Redonda temática (1):Acaparamiento de tierras y derechoshumanos: el caso de Puerto Piray (Misiones, Argentina)
Local: Auditório da Faculdade de Informação e Comunicação (FIC/UFG). Endereço: Rua Samambaia, Campus Samambaia, Goiânia – GO. CEP 74.690-900. 
Palestrantes:Prof. Dr. Guillermo Gapel (Facultad de Derecho de la Universidad Nacional del Nordeste, Argentina), Prof. Dr. Martin Eynard (Universidad Nacional de Córdoba e Universidad Católica de Córdoba, Argentina) e Prof. Dr. João da Cruz Gonçalves Neto (PPGIDH – UFG)

 

17h30 às 18h00 – Intervalo

 

18h00 às 19h30 – Mesa redonda temática (2): Democracia constitucional, defensoras/es dos direitos humanos e as ameaças fascistas: assegurando direitos humanos em ambientes arriscados
Local: Auditório da Faculdade de Informação e Comunicação (FIC/UFG). Endereço: Rua Samambaia, Campus Samambaia, Goiânia – GO.CEP 74.690-900.
Palestrantes:  Profa. Dra. Alice Nah (University of York, Reino Unido), Mauricio Ángel (Protection International)e Prof. Dr. Ulisses Terto Neto (Universidade Estadual de Goiás/PPGIDH-UFG, Brasil)

8h30 às 10h30 – Grupos de Trabalho – Segunda Sessão de Comunicações
Local: Faculdade de Informação e Comunicação (FIC/UFG) Universidade Federal de Goiás, Av. Esperança, s /, Goiânia – GO.

 

SALA nº.  7 –  Faculdade de Informação e Comunicação (FIC/UFG)

GT 1Fundamentos teóricos dos direitos humanos
Coordenadores: Ana Paula de Castro Neves (mestranda do PPGIDH-UFG, Brasil) e Prof. Dr. Pablo Romo (UNAM, México)

GT 2Práticas e representações sociais de promoção e defesa dos direitos humanos– Sala do NDH.
Coordenadores: Rakell Dhamarys Moreira (mestranda do PPGIDH-UFG, Brasil) e Mauricio Ángel (Protection International)

GT 4 – Proteção de defensoras/es dos direitos humanos na América Latina
Coordenadores: Mauricio Ángel (Protection International) e Prof. Dr. Ulisses Terto Neto (Universidade Estadual de Goiás/ PPGIDH-UFG, Brasil)

 

SALA 2  – Nucleo Interdisciplinar de Direitos Humanos (NDH/UFG)
Avenida Esperança s/n, Campus Samambaia, CEP 74.690-900, Goiânia – GO

 

GT 3 Alteridade, estigma e educação em direitos humanos – SALA nº. 7
Coordenadores: Ana Paula de Castro Neves (mestranda do PPGIDH-UFG, Brasil) e Prof. Dr. Pablo Romo (UNAM, México)

 

10h30 às 11h00 – Intervalo

 

11h00 às 12h30 – Mesa Redonda temática (3): Defensoras/es dos direitos humanos e redes de proteção: uma resposta a ambientes repressivos
Local: Auditório da Faculdade de Informação e Comunicação (FIC/UFG).
Endereço: Rua Samambaia, Campus Samambaia, Goiânia – GO.
CEP 74.690-900.
Palestrantes: Mauricio Ángel (Protection International),Profa. Dra. Alice Nah (University of York, Reino Unido) e Prof. Dr. Ulisses Terto Neto (Universidade Estadual de Goiás/ PPGIDH-UFG, Brasil)

 

12h30 às 14h00 – Almoço

 

14h00 às 16h00 Grupos de Trabalho – Terceira Sessão de Comunicações

 

SALA nº.  6 –  Faculdade de Informação e Comunicação (FIC/UFG)

 GT 1Fundamentos teóricos dos direitos humanos –
Coordenadores: Ana Paula de Castro Neves (mestranda do PPGIDH-UFG, Brasil) e Prof. Dr. Martin Eynard (Universidad Católica de Córdoba, Argentina)

GT 2Práticas e representações sociais de promoção e defesa dos direitos humanos–
Coordenadoras: Rakell Dhamarys Moreira (mestranda do PPGIDH-UFG, Brasil) e Profa. Dra. RebeckaUlfgard (Instituto Mora – México)

GT 4 – Proteção de defensoras/es dos direitos humanos na América Latina
Coordenadores: Prof. Dr. Pablo Romo (UNAM, México) e Prof. Dr. Ulisses Terto Neto (Universidade Estadual de Goiás/ PPGIDH-UFG, Brasil)

 

SALA nº.  7 –  Faculdade de Informação e Comunicação (FIC/UFG)

GT 3 Alteridade, estigma e educação em direitos humanos – SALA nº. 7
Coordenadores: Ana Paula de Castro Neves (mestranda do PPGIDH-UFG, Brasil) e Prof. Dr. Martin Eynard (Universidad Católica de Córdoba, Argentina)

 

16h00 às 16h30 – Intervalo

 

16h30 às 18h00 – Mesa Redonda temática (4): O Sucateamento da educação pública e as inter-relações com a democracia brasileira
Local: Auditório da Faculdade de Informação e Comunicação (FIC/UFG).
Endereço: Rua Samambaia, Campus Samambaia, Goiânia – GO. 
CEP 74.690-900.
Palestrantes: Profa. Dra. Luciana Silva Garcia (MPAP/IDP), Profa. Dra. Sabrina Fernandes (PPGSOL/UnB) e Profa. Dra.Fernanda Busanello Ferreira (PPGIDH/UFG)

 

18h00 às 19h30 – Mesa Redonda temática (5):La protección de defensores y defensoras de los derechos humanos en México y sus implicaciones para la resistencia al fascismo en Brasil
Local: Auditório da Faculdade de Informação e Comunicação (FIC/UFG). Endereço: Rua Samambaia, Campus Samambaia, Goiânia – GO.CEP 74.690-900.
Palestrantes: Prof. Dr.Pablo Romo (UNAM, México), Profa. Dra. Alice Nah (University of York, Reino Unido)e Prof. Dr. Ulisses Terto Neto (Universidade Estadual de Goiás/PPGIDH-UFG, Brasil)

 

 

20h00 às 21h00 – Apresentação de Teatro
Local: Escola de Música e Artes Cênicas (EMAC/UFG). Teatro: Lacena. Endereço: Av. Esperança, S/N – Campus Samambaia, Goiânia – GO, 74690-900.

8h30 às 10h30 – Grupos de Trabalho – Quarta Sessão de Comunicações

 

SALA nº.  7 –  Faculdade de Informação e Comunicação (FIC/UFG)

GT 1 – Fundamentos teóricos dos direitos humanos –

Coordenadores: Ana Paula de Castro Neves (mestranda do PPGIDH-UFG, Brasil) e Profa. Dra. Alice Nah (University of York, Reino Unido)

GT 2 – Práticas e representações sociais de promoção e defesa dos direitos humanos–

Coordenadoras: Rakell Dhamarys Moreira (mestranda do PPGIDH-UFG, Brasil) e Profa. Dra.Haravi Eloisa Ruiz(Facultad de Derecho, Cs. Sociales y Políticas de la Universidad Nacional del Nordeste, Argentina)

GT 4 – Proteção de defensoras/es dos direitos humanos na América LatinaCoordenadores: Prof. Dr.Pablo Romo (UNAM, México) e Prof. Dr. Ulisses Terto Neto (Universidade Estadual de Goiás/ PPGIDH-UFG, Brasil)

 

SALA nº.  6 –  Faculdade de Informação e Comunicação (FIC/UFG)

GT 3 – Alteridade, estigma e educação em direitos humanos – SALA nº. 7
Coordenadores: Ana Paula de Castro Neves (mestranda do PPGIDH-UFG, Brasil) e Profa. Dra. Alice Nah (University of York, Reino Unido)

 

10h30 às 11h00 – Intervalo

 

11h00 às 12h30 – Mesa Redonda temática (6): Dilemas latino-americanos na implementação de boa governança
Local: Auditório da Faculdade de Informação e Comunicação (FIC/UFG). Endereço: Rua Samambaia, Campus Samambaia, Goiânia – GO.CEP 74.690-900.
Palestrantes: Profa. Dra. RebeckaUlfgard (Instituto Mora, México), Prof. Dr. Carlos Santander (PPGIDH-UFG)e Profa. Dra. Helena Esser dos Reis (PPGIDH-UFG)

 

12h30 às 14h30 – Almoço

 

14h30 às 16h00 – Mesa Redonda temática (7):Enfrentando a atual crise brasileira: da mobilização de massa à polarização política
Local: Auditório da Faculdade de Informação e Comunicação (FIC/UFG). Endereço: Rua Samambaia, Campus Samambaia, Goiânia – GO.CEP 74.690-900.
Palestrantes: Profa. Dra. Marieke Riethof (University of Liverpool, Reino Unido),Profa. Dra. Vilma de Fátima Machado (PPGIDH-UFG)e Prof. Dr. João Roriz (PPGIDH-UFG)

 

16h00 às 16h30 – Intervalo

 

16h30 às 18h00 – Mesa Redonda temática (8):Experiências latino-americanas no enfrentamento das ameaças fascistas e fortalecimento das instituições democráticas.
Local: Auditório da Faculdade de Informação e Comunicação (FIC/UFG). Endereço: Rua Samambaia, Campus Samambaia, Goiânia – GO.CEP 74.690-900.

Palestrantes: Prof. Dr. Martin Eynard (Universidad Nacional de Córdoba e Universidad Católica de Córdoba, Argentina), Dr. Roberto Serra (Comissão de Direitos Humanos da OAB/GO), eProf. Dr. Carlos Santander (PPGIDH-UFG).

 

18h00 às 19h30 – Mesa Redonda temática (9):Derechoagrario, Alimentos y derechoshumanos
Local: Auditório da Faculdade de Informação e Comunicação (FIC/UFG). Endereço: Rua Samambaia, Campus Samambaia, Goiânia – GO.CEP 74.690-900.

Palestrantes:Profa. Dra.Haravi Eloisa Ruiz(Facultad de Derecho, Cs. Sociales y Políticas de la Universidad Nacional del Nordeste, Argentina), Prof. Dr. Saulo Coelho (PPGIDH-UFG) e Prof. Dr. Heitor Pagliaro (PPGIDH – UFG)

 

19h30 às 21h00 – Conferência de Encerramento
Estratégias para garantir os direitos humanos em tempos de ameaças fascistas
Conferencista: Prof. Dr. Benjamin Gregg (University of Texas, EUA)
Local: Auditório da Faculdade de Informação e Comunicação (FIC/UFG). Endereço: Rua Samambaia, Campus Samambaia, Goiânia – GO.CEP 74.690-900.

 

 

21h00 – Confraternização

1 – É POSSÍVEL UM HERÓI MORAL SER UM CANALHA POLÍTICO?
Responsável: Dr. João da Cruz Gonçalves Neto (Professor do PPGIDH/NDH da UFG)

Ementa: O objetivo deste minicurso é apresentar uma investigação sobre a relação entre a moral e a política em nossos dias, buscando caracterizar e identificar as causas e consequências da identificação de uma à outra. Por meio do pensamento de alguns autores clássicos e contemporâneos, pretende-se argumentar a favor da hipótese de que a redução dos fenômenos complexos, como os sociais e políticos, ao ponto de vista individual e moral, é a própria manifestação totalitária em uma sociedade que se vê como liberal. Assim configurada como uma ingenuidade epistêmica, a projeção da moralidade (narcísica) sobre a dinâmica complexa da vida faz com que o comprometimento moral correto, honesto e com boa vontade seja incapaz de alcançar o que limita e mobiliza as sociedades na história, fazendo com que se defenda pontos de vista políticos excludentes, racistas, hegemonistas e genocidas, geralmente sustentados por racionalizações naturalistas.

Dia 11 de setembro de 2019
Das 14 às 18 horas
Duração: 4 horas aula
Local:Laboratório de Comunicação (LABCOM/UFG). 
Endereço: Av. Esperança, s / n –Campus Samambaia, Goiânia – GO, 74001-970.
Sala: 8

 

 

2 – CRIMINALIZAÇÃO DA LGBTIFOBIA: DIÁLOGO ENTRE DIREITOS HUMANOS, ANTROPOLOGIA E HISTÓRIA
Responsáveis: Me. Yordanna Lara Pereira Rego (Historiadora e mestranda do Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da Universidade Federal de Goiás – PGGAS/UFG) e Esp. Julyana Macedo Rego (Advogada. Especialista em Advocacia Pública pela UCAM/RJ e em Direito Civil e Processo Civil pela ATAME/GO. Membro da Comissão de Direitos Humanos, da Comissão Especial de Valorização da Mulher e da Mulher Advogada, todas da OAB/GO. Advogada voluntária do Mapa do Acolhimento)

Ementa: Reivindicação histórica do movimento LGBT desde o início de sua organização, há quatro décadas, o fim da violência e a criminalização da LGBTfobia são uma pauta que, ao menos desde 1995, já frequenta os debates legislativos no Brasil. A despeito da omissão do Poder Legislativo –ou justamente por ela -tramitam no Supremo Tribunal Federal duas demandas, sendo, a primeira delas, a Ação Direta de Inconstitucionalidade por Omissão (ADO) nº26, proposta pelo Partido Popular Socialista (PPS), de relatoria do ministro Celso de Mello, e, por sua vez, o Mandado de Injunção (MI) nº 4733,ajuizado pela Associação de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT), relatado pelo ministro Edson Fachin. Ambas objetivam que o Poder Judiciário, em sua função atípica, valendo-se do ativismo judicial, consigne que a demasiada mora do legislador pátrio em positivar referido tipo penal, viole direitos e garantias, elencados tanto na Carta Magna de 1988, bem como na legislação infraconstitucional. Nesta senda, as referidas lides visam reconhecer a urgente necessidade de criminalização da LGBTfobia no país, e, para tal, espera-se que o STF alargue o conceito político-social de racismo, a fim de abranger a LGBTfobia. O curso visa, assim, fazer uma análise do processo da criminalização da LGBTfobia no país, bem como uma breve explanação acerca da legislação comparada. Para além disso, estabelecer-se-á um diálogo franco, partindo de pressupostos compartilhados com discursos críticos ao Estado Penal, no sentido de apontar o caráter da economia política das punições no Brasil, que sabidamente é estratificada por critérios de cor, classe, identidade de gênero e sexualidade, e que precisa ser combatida. Assim, objetiva-se demonstrar que a aparente contradição existente entre uma posição crítica ao direito penal -até mesmo abolicionista-e a defesa da punição dos crimes motivados por ódio pode ser, senão superada, ao menos, problematizada de maneira coerentes e acatada à luz de um diálogo que não oponha, mas que concilie, as tensões entre os imperativos do direito internacional, dos direitos humanos para proteção das “minorias” e a busca da superação da racionalidade penal. Forjar-se-á, portanto, uma posição que, sem deixar de observar a fragilidade do sistema penal e suas incongruências, estabeleça relações entre os diversos atores políticos culminando na implementação das aludidas agendas, necessárias para a democratização e garantia dos direitos e garantias individuais no país.

Dia 12 de setembro de 2019
Horário: 14 às 18 horas
Duração: 4 horas
Local: Faculdade de Informação e Comunicação (FIC/UFG)
Sala: 09

 

3 – METODOLOGIA DA EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA E POLÍTICAS PÚBLICAS EM DIREITOS HUMANOS
Responsável:
Me. Flávio Pereira Diniz (Técnico em Assuntos Educacionais do Centro de Informação, Documentação e Arquivo da Universidade Federal de Goiás (Cidarq/UFG), Mestre em Sociologia pelo Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Faculdade de Ciências Sociais da UFG (PPGAS/FCS).

Ementa: Este minicurso pretende abordar o processo de construção histórico e social da extensão universitária no Brasil, bem como o papel da pesquisa participante e da pesquisa-ação na constituição de propostas de metodologias participativas em projetos extensionistas, buscando compreender a perspectiva da extensão universitária como instrumento de política pública e suas potencialidades na área dos direitos humanos. Tem como objetivo contribuir no desenvolvimento de uma perspectiva crítica acerca da extensão universitária brasileira, considerando sua história e suas tendências atuais; analisar a relação entre pesquisa e extensão universitária e seus reflexos no plano metodológico; abordar os diferentes instrumentos das metodologias participativas e suas possíveis aplicações no campo da pesquisa e da extensão universitária. Para isso é preciso compreender as bases teóricas, metodológicas e históricas que fundamentam a extensão universitária no Brasil e estudar a relação entre pesquisa participante, pesquisa-ação e metodologias participativas em extensão universitária.

Dia 12 de setembro de 2019
Horário: 14 às 18 horas
Duração: 4 horas
Local: Laboratório de Comunicação (LABCOM/UFG). 
Endereço: Av. Esperança, s / n –Campus Samambaia, Goiânia – GO, 74001-970.
Sala: 8

 

4 – METÁFORAS ÍNTIMAS: UM CAMINHO PARA O INDIVÍDUO IDIOSSINCRÁTICO
Responsável:
Dr. João da Cruz Gonçalves Neto (Professor da PPGIDH/NDH da UFG)

Ementa: Este minicurso pretende apresentar exemplificativamente a vivência subjetiva do indivíduo contemporâneo, liberal, individualista e narcísico – a experiência idiossincrática – e seu possível percurso para fora da órbita subjetivista por meio de metáforas existenciais. Nesta experiência de pensamento parte-se da hipótese de que a inflação subjetivista de nosso tempo poderia ser um grande feito cultural caso toda a inteligência fosse orientada para o pensamento criativo. Ao contrário, esse subjetivismo idiossincrático transforma esse grande feito numa condenação, quase num desespero, fazendo com que a mente potencializada se perca em si mesma, polarizada entre o autossugestionamento e o relativismo cínico, entre a indeterminação e o dogmatismo. Ao ingressarmos nessa galeria pictórica em construção, estaremos diante de uma paisagem de vivências que podem ajudar a formar um solo mais firme que o que oferece o lugar subjetivista. Mesmo em caráter introdutório, o propósito é mostrar um itinerário possível de auto reconhecimento contextual num rudimentar mapa da existência que parta do lugar da experiência individual em direção ao conhecimento teórico por meio de alegorias, e não por meio da teorização acadêmica conduzida pelos clássicos.

Dia 13 de setembro de 2019
Das 14 às 18 horas
Duração: 4 horas aula
Local: Laboratório de Comunicação (LABCOM/UFG). 
Endereço: Av. Esperança, s / n –Campus Samambaia, Goiânia – GO, 74001-970.
Sala: 8

 

5 – DESTROS SINISTROS: A LINGUAGEM TEATRAL COMO CAMPO DE REFLEXÃO POLÍTICA NO BRASIL ATUAL
Responsável: Sara França Eugênia (mestranda PPGIDH – UFG); Danillo Chaves (Produtor Cultural e Ator); Yasmin Lyra (UFG); Vitor Duarte Correia (UFG – Dramaturgo e Diretor)

Ementa: O minicurso busca apresentar os procedimentos dramatúrgicos, cênicos e estéticos utilizados na criação e montagem do espetáculo teatral “Destros Sinistros”, que trata especialmente da forma como o debate político tem sido realizado pelos brasileiros nos últimos anos. Além de apresentar o processo de criação da peça, os ministrantes irão refletir e dialogar com os participantes, através de exercícios e técnicas práticas, sobre a importância do teatro na construção da identidade e cidadania de um povo; e analisar como certos artifícios cênicos, principalmente trágicos e cômicos, podem funcionar para introduzir questões em um ambiente altamente polarizado e cheio de certezas absolutas, que é o da discussão política brasileira atual.

Dia 13 de setembro de 2019
Das 14 às 18 horas 
Duração: 4 horas
Local: Faculdade de Informação e Comunicação (FIC/UFG)
Sala: 09